O nascimento da foca

O personagem da campanha #FocaNoTrânsito nasceu da inspiração em um movimento que acontece na internet, sempre com a imagem de uma foca, pra tudo que se possa imaginar: dieta, estudos, feriado, viagens, trabalho… infinitos temas. Foi aí que tivemos a ideia de chamar a atenção dos jovens através desse meme para um assunto nada engraçado: os acidentes e mortes no trânsito.

O ponto de partida para o desenvolvimento da campanha foi um dado alarmante do Infosiga-SP, banco de dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que constatou que 94% dos acidentes fatais no trânsito são causados por falhas humanas. E as principais falhas vem de comportamentos que podem ser facilmente mudados:

– a falta do uso do cinto de segurança, inclusive no banco de trás
– o excesso de velocidade
– a mistura de bebida e direção
– o uso do celular ao volante

E como chamar atenção para esse dado? Nos últimos dias de abril, um verdadeiro batalhão de homens-foca circulou pelas ruas, parques, bares e baladas de São Paulo carregando placas com a hashtag #Focano94, sem qualquer menção a trânsito. A ação despertou curiosidade e as postagens começaram a surgir na internet.

Agora, a foca do Detran.SP é famosa. A campanha foi revelada em matéria do jornal #SP1, da TV Globo, no dia 1º de maio.

Assista a matéria

Comercial para TV

De lá pra cá, já são mais de 200 matérias na imprensa e 4 milhões de pessoas impactadas pela campanha somente nos meios digitais.
A campanha também foi veiculada na TV e continua no ar em rádios de todo o Estado.

Quer participar da campanha ou contar um pouco sobre o que você faz por um trânsito mais seguro?

Poste nas redes sociais com a hashtag #FocaNoTrânsito

#Focano94 Amando😍😍😍 O que será hein😞😉 #Vamos focar galera!!!!

Uma publicação compartilhada por Paula Da Silva (@pauladasilva585) em

#Focanotransito é coisa séria! Isaac e Théo

Uma publicação compartilhada por Evelin Isidio (@evekin.i) em

A palavra é conscientização! #focanotransito

Uma publicação compartilhada por Thiago Spadaro (@thiagospadaro) em